image image image
Reunião na Holanda debate saídas para a crise do setor naval Representantes do setor naval mundial se reuniram no fim de outubro em Rotterdam, na Holanda, para discutir os rumos da indústria em todo mundo. Participaram representantes de Brasil, Argentina, Austrália, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Itália, Japão, Coréia, Holanda, Noruega, Cingapura, Reino Unido e EUA. A reunião foi organizada pela filial holandesa da IndustriALL Global Union, FNV Metaal. O Brasil foi representado pela Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT), através do diretor Edson Rocha que também presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Niterói e Itaboraí.
Participe da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Continua crescendo em volume e abrangência a Campanha Nacional pela Anulação da Reforma Trabalhista, com adesões em todas as regiões do Brasil. Os metalúrgicos de Niterói podem participar do abaixo assinado no Sindicato.   A iniciativa visa anular a reforma trabalhista aprovada pelos golpistas, que começa a valer no país no próximo dia 11 de novembro. São necessárias 1,3 milhões assinaturas para que o Projeto de Lei de Iniciativa Popular seja protocolado e começe a tramitar na Câmara dos Deputados.
Alerj lança Frente Parlamentar de Apoio à Indústria Naval A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro instalou nesta terça-feira (19/09) a Frente Parlamentar em Apoio à Indústria Naval e Offshore. Em sessão no plenário da Casa, o deputado Waldeck Carneiro (PT), frisou que a Frente poderá provocar a bancada federal do Rio de Janeiro para alocar recursos de investimentos no Fundo de Marinha Mercante voltados para a indústria naval já em 2018 e que marcará agendas com o Conleste, Petrobras e Transpetro para discutir viabilidades de retomada do setor.

UTC demite 2 mil funcionários em Macaé

Imprimir
PDF

 

No mesmo dia em que a UTC Engenharia, uma das empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção que agia na Petrobras, assinou o acordo de leniência (espécie de delação premiada das empresas) com a Controladoria-Geral da União (CGU), a empresa demitiu cerca de 2 mil trabalhadores em Macaé, no norte fluminense.

Segundo a UTC Engenharia, o desligamento desses funcionários foi em função da decisão da Petrobras de bloquear parte dos pagamentos destinados à empreiteira. A Petrobras, porém, negou que esteja em atraso e que tenha encerrado o contrato com a empresa. Os trabalhadores atuavam nas plataformas da Bacia de Campos.

Leia mais...

Senado aprova urgência para reforma trabalhista. Votação será na semana que vem

Imprimir
PDF

Com 46 votos a favor e 19 contra, o plenário do Senado aprovou na tarde desta terça-feira (4) requerimento de urgência para votação do projeto de "reforma" trabalhista, o que ocorrerá na semana que vem. O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), fala em votação na terça 11, mas isso poderá ocorrer também no dia seguinte. O presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), informou que o PLC 38 entrará na ordem do dia de amanhã, para discussão. O recesso parlamentar começa no dia 18.

Leia mais...

Sindicato se reúne com a KPMG, empresa da recuperação judicial do Eisa Petro Um

Imprimir
PDF

 

Mantendo a transparência junto aos metalúrgicos, o Sindicato vem informar que em reunião dos diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Niterói e Itaboraí, Bittencourt, Secretário Geral, e Rones Corrêa, Secretário Jurídico, com representantes da empresa KPMG, responsável pela condução da Recuperação Judicial do Estaleiro Eisa Petro Um, representantes dos estaleiros e do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio, nesta quinta-feira (29/6), a empresa informou que o prosseguimento da recuperação depende da retomada das obras pelas empresas que já possuem contratos com os Estaleiros.

Leia mais...

Crise de estaleiros paralisa obras de US$ 6 bi no Rio de Janeiro

Imprimir
PDF

Pelo menos uma vez por semana, trabalhadores do Estaleiro Mauá, em Niterói (na região metropolitana do Rio), precisam usar uma bomba para retirar dos tanques de um navio atracado no cais água que entra por uma fissura no casco.

Leia mais...

KPMG dá golpe nos trabalhadores e adia, novamente, audiência da recuperação judicial

Imprimir
PDF

 

A KPMG, nova administradora da Recuperação Judicial do Estaleiro Eisa Petro Um informou na tarde desta segunda-feira (05/06) o adiamento da Assembleia de Recuperação Judicial que aconteceria no próximo dia 14 de junho na Bolsa de Valores do Rio. A empresa decidiu sozinha, sem discutir com os sindicatos de forma arbitrária.

Leia mais...