image image image
Alerj lança Frente Parlamentar de Apoio à Indústria Naval A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro instalou nesta terça-feira (19/09) a Frente Parlamentar em Apoio à Indústria Naval e Offshore. Em sessão no plenário da Casa, o deputado Waldeck Carneiro (PT), frisou que a Frente poderá provocar a bancada federal do Rio de Janeiro para alocar recursos de investimentos no Fundo de Marinha Mercante voltados para a indústria naval já em 2018 e que marcará agendas com o Conleste, Petrobras e Transpetro para discutir viabilidades de retomada do setor.
Deputados entram na briga pela retomada do setor naval no Rio Metalúrgicos de Niterói, Rio de Janeiro e Angra dos Reis definiram a de lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria e dos Empregos no Setor Naval. A Frente inicia os trabalhos no dia 19 de setembro no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), às 10h.
Direção da CNM/CUT reafirma luta contra ataques a direitos dos trabalhadores A direção executiva da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT) reafirmou nesta segunda-feira (28) o compromisso de lutar, junto com os sindicatos e federações cutistas da categoria, contra a implantação da reforma trabalhista e contra a aprovação da reforma da Previdência.

Para 79% dos eleitores, deputado que votar com Temer é cúmplice

Imprimir
PDF

As pesquisas não deixam dúvida da impopularidade do governo ilegítimo de Michel Temer. Ipope, Ipsos, Paraná Pesquisa e tantos outros divulgaram levantamentos nas últimas semanas que reforçam que a população não confia em Temer e rejeita a sua agenda de reformas.

Com votação para analisar a denúncia da Procuradoria-Geral da República por corrupção passiva, marcada para esta quarta-feira (2), uma nova pesquisa Ibope reforça que se os parlamentares resolverem salvar a pele de Temer podem sair mais queimados do que imaginam. Isso porque 8 em cada 10 eleitores acreditam que a denúncia deve prosseguir e Temer deve ser afastado.

Leia mais...

Reforma trabalhista e seus perigos são debatidos por dirigentes do Sindicato

Imprimir
PDF

Nesta segunda-feira (24/07) o Sindicato promoveu uma grande reunião com toda diretoria para esclarecer os impactos da reforma trabalhista no dia a dia da classe trabalhadora.

A advogada do Sindicato, Dra Daniele Gabrich, fez um panorama didático sobre as mudanças ao longo da história e o que afeta os trabalhadores.

Leia mais...

Plenárias Regionais apontam lutas setorizadas e a necessidade de um candidato trabalhador para Deputado Federal em 2018

Imprimir
PDF

O golpe de 2016 atingiu fortemente os trabalhadores no Rio de Janeiro. O estado foi durante mais de uma década, um dos maiores beneficiados por repasses federais e avançou imensamente em ramos chave para a soberania e desenvolvimento brasileiro, como o Petróleo e a Construção Civil. Infelizmente com o golpe, os recursos foram drenados de vez. Sindicatos têm detectado problemas graves em relação não somente a diminuição das vagas de trabalho, mas comprometimentos estruturais nas categorias que tem aumentado inclusive o número de vítimas fatais de acidentes.

Leia mais...

“Negociado sobre legislado” causa epidemia de mortes no Japão

Imprimir
PDF

O suicídio de uma funcionária da maior agência de publicidade do Japão gerou nova onda de debates sobre as mortes relacionadas ao excesso de trabalho naquele país. Há meses Matsuri Takahashi, uma funcionária da Dentsu, vinha fazendo mais de 100 horas extras mensais, e relatava nas redes sociais uma rotina exaustiva de pressão no trabalho e poucas horas de sono. Em dezembro de 2015, Matsuri pulou do alto do dormitório da Dentsu onde morava. O caso veio à tona apenas oito meses depois, quando uma investigação do governo federal enquadrou seu suicídio como mais um episódio de “karoshi” – termo cunhado pelos japoneses para designar as mortes causadas por jornadas extenuantes.

Leia mais...

Prefeitura de Niterói apoia movimento de metalúrgicos pela retomada da indústria naval

Imprimir
PDF

 

Metalúrgicos e representantes dos sindicatos da categoria em Niterói e na cidade do Rio foram recebidos, na tarde de quinta-feira (18/5), pelo prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, para discutirem a crise do setor naval e as demissões na área. Neves anunciou que em junho será realizada uma atividade conjunta em torno dessa causa, que reunirá parlamentares, trabalhadores e prefeitos em defesa dos empregos e da utilização do conteúdo nacional na cadeia produtiva de petróleo e gás.

Leia mais...