image image image
Alerj lança Frente Parlamentar de Apoio à Indústria Naval A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro instalou nesta terça-feira (19/09) a Frente Parlamentar em Apoio à Indústria Naval e Offshore. Em sessão no plenário da Casa, o deputado Waldeck Carneiro (PT), frisou que a Frente poderá provocar a bancada federal do Rio de Janeiro para alocar recursos de investimentos no Fundo de Marinha Mercante voltados para a indústria naval já em 2018 e que marcará agendas com o Conleste, Petrobras e Transpetro para discutir viabilidades de retomada do setor.
Deputados entram na briga pela retomada do setor naval no Rio Metalúrgicos de Niterói, Rio de Janeiro e Angra dos Reis definiram a de lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria e dos Empregos no Setor Naval. A Frente inicia os trabalhos no dia 19 de setembro no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), às 10h.
Direção da CNM/CUT reafirma luta contra ataques a direitos dos trabalhadores A direção executiva da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT) reafirmou nesta segunda-feira (28) o compromisso de lutar, junto com os sindicatos e federações cutistas da categoria, contra a implantação da reforma trabalhista e contra a aprovação da reforma da Previdência.

Mauá pode virar armazém de mercadorias

Imprimir
PDF

 

 

Para tentar driblar a crise no setor naval, estaleiros de Niterói estão recorrendo à prestação de outros serviços, além da montagem e reparos de embarcações. A armazenagem de mercadorias foi uma alternativa encontrada pelo Estaleiro Mauá, localizado na Ponta da Areia, que publicou ontem o pedido de liberação ao Governo do Estado para que comece a operar como um armazém geral de mercadorias.

Leia mais...

Transpetro quer fugir da responsabilidade

Imprimir
PDF

A 10ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho agendou audiência para julgar o Recurso Ordinário da Ação Coletiva nº 0011078-98.2014.5.01.0243 que busca a liberação dos R$ 18 milhões arrestados dos Estaleiros Eisa Petro Um/Mauá e a manutenção da condenação da Transpetro para o próximo dia 23 de agosto, às 10h, no TRT, no centro do Rio.

Nesse julgamento, o principal fato é conseguir manter a Transpetro com devedora solidária das verbas rescisórias dos trabalhadores. A estatal tenta argumentar que não pode figurar como parte/réu. Além de pedir uma solução imediata para a situação dos ex-funcionários, o Sindicato vai também defender a manutenção da Transpetro no processo.

Leia mais...

FIM DA CLT: Senado aprova o projeto de reforma trabalhista

Imprimir
PDF

O plenário do Senado aprovou o projeto de lei (PLC 38) de "reforma" da legislação trabalhista. Foram 50 votos a favor e 26 contrários, com uma abstenção. A votação foi concluída por volta das 19h50, depois de mais de seis horas de sessão suspensa, devido a uma ocupação organizada por um grupo de senadoras da oposição. Conforme queria o governo, o texto foi aprovado sem mudanças.

 

A oposição ainda tentava aprovar algum destaque, para que o projeto voltasse à Câmara. Sem mudanças, o PLC 38 vai à sanção de Michel Temer. O governo diz que fará alterações via medida provisória. "Esta reforma é para diminuir a rede de proteção social e precarizar as condições de trabalho", disse Humberto Costa (PT-PE). "Este projeto não vai criar empregos, e sim subempregos", afirmou Telmário Mota (PTB-RR).

Leia mais...

Lava Jato é ainda mais perversa para o emprego do que políticas de Temer

Imprimir
PDF

O impacto da Operação Lava Jato e das políticas do governo Michel Temer na economia do país e no crescimento do desemprego é brutal. Quando a Lava Jato foi deflagrada, em março de 2014, o IBGE apontava taxa de desemprego no Brasi de 7,1% no trimestre encerrado naquele mês. Eram 7 milhões de desempregados. Hoje, a taxa no período encerrado em junho chega a 13%, com 13,5 milhões de pessoas sem emprego. Niterói sente na pele o impacto. No setor naval foram mais de 12 mil demissões. Dois estaleiros já encerraram as atividades.

Leia mais...

Petrobras e chinesa CNPC assinam acordo que pode retomar as obras do Comperj

Imprimir
PDF

 

A Petrobras e a chinesa CNPC assinaram nesta terça-feira (4) um acordo para negociar parcerias, informou a petroleira brasileira em um comunicado. As empresas vão avaliar em conjunto oportunidades no Brasil e no exterior.

Leia mais...