Mauá deposita FGTS atrasado dos trabalhadores da ativa e demitidos

Imprimir
PDF

Após vários pedidos do Sindicato e processos judiciais, enfim os trabalhadores demitidos pelos Estaleiros Eisa Petro Um e Mauá terão uma boa notícia. O estaleiro regularizou os depósitos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e os parcelamentos, após aderir ao Programa Especial de Regularização Tributária (PERT).

Com isso, os trabalhadores que ainda tiverem saldo no FGTS poderão sacar os valores ainda no mês de novembro, a partir do dia 27/11. Estima-se que cerca de três mil metalúrgicos possuam algum saldo.

Vale ressaltar que apenas os atrasados do FGTS foram depositados. Esses valores NÃO contemplam as multas dos 40% por conta das demissões.

Como sacar?

Cartão Cidadão: quem tiver o cartão cidadão pode sacar direto na Caixa Econômica, vale lembrar que o saque com o cartão e senha tem um teto limite que é de R$ 3 mil para saque no autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa.

 

Chave de Conectividade Social: os trabalhadores que necessitarem da chave para efetuar o saque, devem procurar o estaleiro a partir do dia 27/11.